Início > Artigos > Linux ou Windows? A velha questão

Linux ou Windows? A velha questão

Linux ou Windows?

Logotipo reprensentando windows versus ubuntu

Linux ou Windows? Do ponto de vista técnico e do ponto de vista do usuário comum. Qual a melhor escolha. Eis a questão. 

Sem fanatismos ou xiitismos, mas buscando uma análise criteriosa, primeiramente percebendo que sistemas operacionais não são times de futebol, o qual quando criança eu escolho um e até a morte sou fiel.

Computadores são eletrônicos cada vez mais presentes e cada vez mais importantes, tanto em empresas, como também dentro dos lares, portanto, antes de comprar um é preciso avaliar bem, tanto hardware, como software. Nesse primeiro ponto, já surge a primeira grande vantagem do pinguim sobre seu concorrente. Pagar caro apenas por uma licença para uso de um sistema operacional, que tem como fabricante uma grande empresa, ou a segunda alternativa, não pagar nada por um ou outro sistema operacional, comprovadamente de qualidade, mas mantido por uma comunidade? Eis mais uma questão. 

Hoje é bem comum grandes supermercados e lojas venderem computadores baratos com alguma distribuição Linux já pré-instalada, porém, é mais comum ainda ver as pessoas comprando esses computadores e depois pagando um técnico para desinstalarem tal sistema e substituírem por um software pirata. Neste ponto, temos que falar que é até um tanto hipócrita reclamar da corrupção que cobre nosso país e ao mesmo tempo viver de pirataria, só porque se tem a certeza de impunidade. 

Quanto a segurança em Linux até parece chover no molhado, já que este é um de seus grandes atributos. Já no software das janelas, quase sempre, nem mesmo o melhor antivírus do mundo é capaz de combater as entradas e conexões maliciosas. 

A famosa e assustadora telinha preta de seu console deu ao Linux um estigma de sistema difícil de ser operado, porém, a verdade é bem diferente, da mesma forma que o famoso sistema proprietário, o Linux é bem fácil de usar. O que é preciso apenas é vontade de aprender algo diferente. 

Outro ponto importante a ser destacado, é que Linux é customizável. Esta é uma das grandes vantagens tanto para programadores, como também para usuários mais experientes. O fato de ser um software livre, ou seja, ter seu código fonte aberto, faz com que empresas, governos, organizações, entre outros, possam customizá-lo de forma a atender melhor suas necessidades. Este é o principal motivo de existirem tantas distribuições, cada uma com uma particularidade e especialidade. 

Depois dessa breve explanação a cerca de dois sistemas operacionais opostos – já que um é mantido por uma grande empresa e outro é mantido por comunidades de programadores – algumas das principais dúvidas sobre as diferenças, vantagens e desvantagens desses dois softwares tenham sido esclarecidas. 

Por último, cabe aqui uma ressalva: nem todas as distribuições Linux são gratuitas e nem todas são mantidas por comunidades, porém todas são software livre, ou seja, todas depois de adquiridas, podem ser modificadas, copiadas ou vendidas, obviamente, observando-se as particularidades de cada licença. 

Anúncios
Categorias:Artigos
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: